Dicas de Viagem: Machu Picchu, um dos destinos preferidos dos brasileiros

Tudo o que você precisa saber para conhecer um pouco mais sobre a civilização Inca
Considerado uma das sete maravilhas do mundo moderno, Machu Picchu é um dos sítios arqueológicos mais visitados do planeta
 Considerado uma das sete maravilhas do mundo moderno, Machu Picchu é um dos sítios arqueológicos mais visitados do planeta

Considerado uma das sete maravilhas do mundo moderno e Patrimônio da Humanidade, Machu Picchu, sem dúvidas, é um lugar com muita história para contar. Para que você possa aproveitar tudo que o sítio arqueológico tem para oferecer, separamos algumas dicas bem importantes.

Para chegar a uma das áreas de preservação mais importantes do planeta é preciso paciência. O caminho até Machu Picchu é longo, mas vale muito a pena. Sem voos diretos até lá, é preciso fazer conexão e utilizar alguns outros meios de transporte para chegar ao destino final.

História, boa gastronomia e infraestrutura hoteleira é o que não falta no Peru. Fique tranquilo pois, apesar da viagem cansativa, a recompensa é maravilhosa. Não é a toa que aos 104 anos, o Machu Picchu é um dos lugares mais visitados do mundo.

Veja, a seguir, algumas dicas para uma viagem tranquila ao Machu Picchu:

COMO CHEGAR:

Trem ou trilha inca são as duas opções para chegar a Machu Picchu, saindo de Cusco
 Trem ou trilha inca são as duas opções para chegar a Machu Picchu, saindo de Cusco

A cidade mais próxima de Machu Picchu que conta com aeroporto é Cusco. No entanto, não existem voos diretos entre o Brasil e a cidade peruana. Por isso, é necessário que se faça uma conexão em Lima. Companhias aéreas, como LAN e TAM, oferecem esses voos diretos entre São Paulo e Lima.

Depois de aproximadamente cinco horas de voo, partindo do Brasil, é preciso pegar mais um avião com destino a Cusco, que dura cerca de uma hora. De lá, você partirá para o vilarejo de Águas Calientes, o mais próximo de Machu Picchu.

A viagem pode ser feita de trem ou trilha. Se você optar pela primeira opção, você vai escolher entre o Peru Rail, Trem de Luxo e Inca Rail. Já falamos sobre os três aqui! Muitos a consideram a melhor maneira de se chegar a Machu Picchu, já que seu ponto final é Aguas Calientes, cidade com melhor infra estrutura para receber os visitantes e lugar de onde saem os únicos transportes com destino ao sítio arqueológico.

Já quem decide optar pela trilha Inca, não tem muitos problemas com transporte, já que o destino final é o próprio sítio arqueológico. Com cerca de 42 quilômetros, a trilha, considerada uma das mais famosas do mundo e pode ser feita durante quatro dias. No entanto, é necessário fazer reserva antes e estar acompanhado de uma pessoa durante o percurso. Uma de suas vantagens é poder conhecer outros sítios arqueológicos durante o caminho.


COMPRANDO INGRESSO:

Para visitar Machu Picchu é preciso comprar com antecedência o bilhete de entrada, já que o governo peruano limitou para 2,5 mil o número de pessoas que podem visitar o sítio arqueológico
 Para visitar Machu Picchu é preciso comprar com antecedência o bilhete de entrada, já que o governo peruano limitou para 2,5 mil o número de pessoas que podem visitar o sítio arqueológico

Para visitar Machu Picchu é preciso comprar um bilhete de entrada com certa antecedência, já que o governo peruano limita o acesso ao sítio arqueológico em um pouco mais que dois mil visitantes diários.

Você pode comprar os tíquetes pela internet, através do site oficial, ou em Cusco e no Centro Cultural de Aguas Calientes.

ONDE COMER:

Reconhecido como o melhor destino gastronômico do mundo, o Peru conta com uma grande variedade de pratos típicos que encantam todos que os experimentam. Mesmo com infraestrutura mediana, a cidade de Águas Calientes conta com alguns bons restaurantes, a exemplo do Índio Feliz e do Tree House

ONDE FICAR:

Machu Picchu, por ser um sítio arqueológico, acaba não contando com muita infraestrutura para receber turistas com intuito de passar a noite por lá. Para quem deseja tirar mais de um dia para explorar o lugar, a dica é hospedar-se nos hotéis de Águas Calientes, vilarejo mais próximo de Machu Picchu e de onde saem os únicos transportes para a atração.

Muitas pessoas também optam por se hospedar em Cusco e pegar o primeiro trem com destino a Machu Picchu, que sai por volta das 5:30 da manhã. Assim, um dia inteiro acaba sendo suficiente para explorar todo o sítio arqueológico, não sendo necessário pernoitar.

O QUE FAZER:

Para quem decide visitar Machu Picchu através da Trilha Inca, a Porta do Sol é o primeiro monumento Inca que pode ser visto
 Para quem decide visitar Machu Picchu através da Trilha Inca, a Porta do Sol é o primeiro monumento Inca que pode ser visto

Porta do Sol: Para os visitantes que chegam ao parque pelo acesso principal, o caminho até a Porta do Sol leva cerca de uma hora. Já, para quem decide ir a Machu Picchu pela trilha Inca, esse ponto é o primeiro que pode ser visto ao chegar no sítio arqueológico. A vista do lugar é incrível, para as montanhas que cercam o Patrimônio da Humanidade e o rio Urubamba

Templo Principal: O templo, protegido por três muralhas, foi antes uma cidadela onde se realizam rituais e celebrações espirituais dos Incas. Localizada ao norte da Praça Sagrada, a construção conta com ruínas de uma Sacristia e do que pode ter sido uma representação do Cruzeiro do Sul

A montanha de Huayna Picchu está presente na maioria das fotos panorâmica tiradas em Machu Picchu
 A montanha de Huayna Picchu está presente na maioria das fotos panorâmica tiradas em Machu Picchu

Huayna Picchu: A montanha, localizada atrás das ruínas, só pode ser visitada por 400 pessoas ao dia, mediante ingresso. Sua subida é íngreme, mas o esforço é recompensado pelo visual que se tem lá de cima.

Templo do Sol: Considerada uma das mais famosas construções Incas, o templo é uma edificação feita de paredes curvas, única no Machu Picchu.

O Templo do Condor foi criado para homenagear a ave sagrada dos Incas
 O Templo do Condor foi criado para homenagear a ave sagrada dos Incas

Templo do Condor: Templo criado em homenagem a ave mais sagrada para essa civilização, o condor, considerado símbolo de produção e fertilidade

Templo das Três Janelas: O templo é considerado a construção mais importante de Machu Picchu por estar localizado próximo a um dos pontos de maior valor espiritual para os Incas, a praça principal. Suas três janelas representam os três níveis que a civilização dividia o mundo andino, o céu/espirtualidade, superfície terrestre/mundana e o subterrâneo/vida interior

Os terraços foram criados para o cultivo agrícola e para proteger a cidade de deslizamentos de terra
 Os terraços foram criados para o cultivo agrícola e para proteger a cidade de deslizamentos de terra

Terraço: A área agrícola de Machu Picchu é dividida em áreas de cultivo organizadas em terraços nas encostas do vale. Além da função produtiva, essas áreas também evitavam deslizamentos de terra

Ponte Inca: Construída sobre pedras empilhadas e dona de uma vista espetacular, a ponte Inca pode ter sido utilizada como entrada e saída secreta da cidade. Para chegar lá é preciso pegar uma trilha um pouco complicada e com duração de meia hora.

Tumba Real: A caverna pode ter abrigado o mausoléu de um importante governante da época. Porém, nenhum vestigo de corpo humano foi encontrado no local.

GOSTOU DA MATÉRIA?

5
0
0
0

Siga a gente

Não perca nada do Pureviagem siga a gente no Facebook e Twitter:

Nossas recomendações

Peru: Cordilheira Branca é mais uma alternativa de turismo no país

Esse lugar é considerado a capital do montanhismo no Peru!

Peru: o que comer e beber na destino gastronômico da América Latina

Você vai se apaixonar pela culinária peruana! O país já foi eleito o melhor destino gastronômico mais de quatro vezes

A gente tem os melhores motivos para você embarcar numa viagem para Cusco!

A cidade peruana é super em conta, se comparada a outros destinos internacionais na América do Sul!

As mais lidas

Brasil fantástico: confira 30 paisagens brasileiras espetaculares
Brasil fantástico: confira 30 paisagens brasileiras espetaculares

Das Cataratas do Iguaçu aos Lençóis Maranhenses, passando pelo Pantanal, selecionamos 30 paisagens das cinco regiões do país para contemplar e inspirar a viajar pelo Brasil

Conheça o Paraíso Perdido, complexo com 18 piscinas naturais em MG
Conheça o Paraíso Perdido, complexo com 18 piscinas naturais em MG

Local foi descoberto na década de 1960, e desde então, atrai ecoturistas por suas belezas naturais. São 18 piscinas, oito cachoeiras e inúmeras opções de passeios

Maragogi: confira os encantos do "Caribe Brasileiro"
Maragogi: confira os encantos do "Caribe Brasileiro"

O destino alagoano oferece piscinas naturais, praias de águas cristalinas, boa gastronomia e atividades para todos os tipos de viajantes

Comente!

comments powered by Disqus