Minas Gerais: o que visitar no estado

Quarto maior estado do Brasil, Minas Gerais reúne cidades históricas, gastronomia farta, belezas naturais imponentes e uma charmosa capital
Ouro Preto é um dos municípios mais visitados de Minas Gerais, por conta de seu valor histórico e arquitetônico
Ouro Preto é um dos municípios mais visitados de Minas Gerais, por conta de seu valor histórico e arquitetônico

Da gastronomia à cultura, do ecoturismo ao romântico. Poucos estados brasileiros reúnem uma variedade tão grande de atrações quanto Minas Gerais. Sua vasta extensão territorial propicia uma grande quantidade de cenários únicos, onde a natureza e a ação do homem se encontram de forma harmoniosa. A começar pela sua charmosa capital, repleta de monumentos imponentes que se contrastam com os parques e as áreas verdes projetadas.

Mas a arquitetura não é somente um diferencial de Belo Horizonte. Minas abriga um dos maiores tesouros históricos do país, estampado em cidades como Ouro Preto, Tiradentes e Mariana. Expoentes do Ciclo do Ouro, estes municípios preservam grande parte do estilo barroco de suas construções, que até hoje atraem visitantes e curiosos.

Nas serras, as pequeninas cidades praticamente somem em meio à imensidão verde das imponentes montanhas. Algumas, se destacam por abrigar fontes termais, que, há séculos, atraem pessoas ávidas por tratamentos medicinais. Outras, como Monte Verde, se fazem valer do clima tipicamente europeu e atraem os casais e visitantes que buscam sossego.

Tudo isso fica ainda mais especial quando a mesa é farta. E Minas Gerais é um ícone brasileiro no segmento. A "Terra do Pão de Queijo" vai muito além destas massas polvilhadas e apresentam uma gama infinita de iguarias deliciosas: o feijão tropeiro e a famosa cachaça são apenas mais uma combinação.

Confira, a seguir, o que visitar em Minas Gerais:

Belo Horizonte - Rodeada por montanhas e municípios históricos, Belo Horizonte foi a primeira cidade planejada do Brasil e, por isso, possui um dos mais belos conjuntos arquitetônicos do país. O bucólico e o moderno se harmonizam perfeitamente na capital mineira, principalmente nas praças e nos parques, sempre cercados de prédios imponentes e edifícios emblemáticos. O maior exemplo disto é o Complexo Arquitetônico da Pampulha, situado na Lagoa da Pampulha - um dos maiores cartões postais da cidade. Os edifícios desenhados por Oscar Niemeyer emolduram uma das regiões mais arborizadas de "Beagá", que ainda abriga o Estádio do Mineirão.

Emoldurado pela belíssima lagoa artificial homônima, Complexo Arquitetônico da Pampulha é um dos cartões-postais de Belo Horizonte
Emoldurado pela belíssima lagoa artificial homônima, Complexo Arquitetônico da Pampulha é um dos cartões-postais de Belo Horizonte

São Lourenço - O clima de interior aliado às águas termais atraem muitos turistas para esta pacata cidade do Sul de Minas. No século 20, São Lourenço foi muito procurada para o tratamento de doenças crônicas em suas fontes hidrominerais, consideradas medicinais. Hoje, a estância reúne boas opções de hotéis e restaurantes, além de abrigar um dos parques mais belos da região, o Parque das Águas. Uma gigantesca área verde, com fontes naturais minerais próprias para banho e consumo, e um centro hidroterápico com massagens, restaurantes e lojas.

Brumadinho - Localizado a apenas 50 quilômetros de Belo Horizonte, Brumadinho entrou no roteiro turístico de Minas Gerais há pouco tempo e, rapidamente, caiu nas graças dos amantes de cultura. A cidade abriga nada menos que o maior museu a céu aberto da América Latina, o Centro de Arte Contemporânea Inhotim. Criado em 2004, o gigantesco espaço com quase 100 hectares de natureza e arte abertos à visitação. São mais de 500 obras grandiosas espalhadas que se misturam com a vegetação abundante da reserva. Há ainda um Jardim Botânico com mais de quatro mil espécies de plantas. Brumadinho ainda reserva atrações para os amantes do ecoturismo, principalmente no Parque Estadual do Rola Moça.

Brumadinho abriga o maior museu a céu aberto da América Latina, o Centro de Arte Contemporânea Inhotim
Brumadinho abriga o maior museu a céu aberto da América Latina, o Centro de Arte Contemporânea Inhotim

Congonhas - O pacato município, a apenas 90 quilômetros de Belo Horizonte, abriga uma das mais emblemáticas construções barrocas do país. O Santuário do Bom Jesus de Matosinhos é um verdadeiro complexo arquitetônico, com um riquíssimo acervo artístico elaborado por símbolos do estilo Barroco, como Aleijadinho e Mestre Ataíde. O monumento mais emblemático do conjunto são as estátuas dos Doze Profetas De Aleijadinho: esculturas feitas de pedra sabão pelo próprio, em homenagem à figuras bíblicas. Também não deixe de conferir os museus da cidade, como o Museu Romaria, o Museu de Mineralogia e Arte Religiosa e o Museu da Imagem e Memória de Congonhas.

Ouro Preto - Ouro Preto abriga um dos maiores tesouros arquitetônicos do período colonial no Brasil. A cidade, que já foi a capital de Minas Gerais, viveu seu apogeu durante o Ciclo do Ouro, quando era uma das maiores potências econômicas do estado. Hoje, mantém vivas as raízes auríferas, que estão estampadas, sobretudo, nas construções de estilo barroco - marca registrada do município. Seu Centro Histórico é um dos mais preservados de Minas, repleto de museus, monumentos e ateliês. Só de igrejas são dezenas, como as de Nossa Senhora do Pilar e São Francisco de Assis, construídas no século 17. Nos museus, uma coleção sem igual de artefatos encontrados há mais de três séculos, principalmente no Museu da Inconfidência e no Museu da Mineralogia.

Município de Ouro Preto é muito famoso por suas construções barrocas, como a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Pilar
Município de Ouro Preto é muito famoso por suas construções barrocas, como a Igreja Matriz de   Nossa Senhora do Pilar

Mariana - Ainda em Ouro Preto, pegue o belíssimo trem Maria-Fumaça e desembarque em Mariana, a mais antiga das cidades mineiras. Assim como o município vizinho, Mariana também preserva grande parte de sua arquitetura histórica, estampada nos casarões coloniais que se espalham pelas ruelas bucólicas. As igrejas são o grande destaque, principalmente as de Nossa Senhora do Carmo, São Francisco de Assis e a Catedral Basílica da Sé. Aproveite para desfrutar do melhor da comida tipicamente mineira nos charmosos restaurantes.

Tiradentes - Mais um expoente do Ciclo do Ouro, Tiradentes une tesouros arquitetônicos moldados por mestres Barrocos, com e uma vasta opção de pousadas e hotéis. Por isso, é o destino preferido de casais e pessoas que optam pelo sossego das ruas estreitas e íngremes, com todo o conforto da rede hoteleira do município. Assim como as cidades vizinhas, a culinária em Tiradentes é um primor, com uma grande concentração de restaurantes que oferecem os quitutes típicos da região. Aproveita, também, para dar uma esticada até a cidade de São João del Rei, uma extensão colonial.

Tiradentes também preserva as construções coloniais do período do Ciclo do Ouro
Tiradentes também preserva as construções coloniais do período do Ciclo do Ouro

Alto Caparaó - Localizado na divisa com o Espírito Santo, o município de Alto Caparaó abriga boa parte do Parque Nacional do Caparaó. Com mais de 30 mil hectares de extensão, a reserva abriga picos gigantescos que são muito procurados por montanhistas. Entre eles, o Pico da Bandeira, o terceiro ponto mais alto do Brasil, com 2892 metros de altitude. O parque dispõe ainda de muitas trilhas e cachoeiras.

Poços de Caldas - Assim como São Lourenço, não é de hoje que Poços de Caldas atrai turistas por conta de suas fontes, com propriedades sulfurosas, alcalinas, radioativas e, claro, termais. O Imperador Dom Pedro II foi um dos primeiros visitantes ilustres que se banharam nas aguas terapêuticas do município, hoje conhecidas no Brasil inteiro. Atualmente, a cidade é uma excelente pedida para quem procura não somente sossego, mas também o turismo ecológico - principalmente na Serra de São Domingos, repleta de cachoeiras e trilhas -, cultural, e até vida noturna, com muitos bares e restaurantes. Para os aventureiros, uma boa pedida é a tirolesa do Cristo Redentor.

Conhecida por suas fontes termais, Poços de Caldas também abriga belíssimas cachoeiras, sobretudo na Serra de São Domingos
Conhecida por suas fontes termais, Poços de Caldas também abriga belíssimas cachoeiras, sobretudo na Serra de São Domingos

Salinas - É o melhor lugar para se experimentar uma autêntica cachaça mineira. O município do Vale do Jequitinhonha - conhecida como "Capital da Cachaça" - possui mais de 80 alambiques que produzem algumas das mais tradicionais bebidas do Brasil, incluindo marcas famosas como Salinas, Seleta a Havana (atual Anísio Santiago). Tamanha devoção é comemorada com eventos importantes, como o Festival Mundial da Cachaça (isso mesmo, mundial!), comemorado durante o mês de julho. A cidade ainda dispõe de um museu sobre a bebida, e é a pioneira em curso superior para a formação de mestre alambiqueiro.

Lima Duarte - Este pequeno município de apenas 20 mil habitantes abriga uma das mais deslumbrantes áreas verdes do estado de Minas Gerais: o Parque Estadual do Ibitipoca. A reserva de 1488 hectares atrai muitos turistas por conta de suas grutas e cachoeiras e meio à vegetação abundante das montanhas da Serra do Ibitipoca. Bem estruturado e sinalizado, o parque dispõe de áreas de acampamentos, restaurante e Centro de Visitantes que auxiliam nas trilhas, que podem ser íngremes e cansativas. No entanto, todo esforço é recompensado pela imensidão verde e os rios que desembocam em imponentes quedas d'água. Uma das mais famosas é a Janela do Céu, um rio que é um verdadeiro mirante natural, com um visual impressionante para todo o parque e uma cachoeira de 20 metros de altura.

Janela do Céu é uma das atrações do Parque Nacional do Ibitipoca, em Lima Duarte
Janela do Céu é uma das atrações do Parque Nacional do Ibitipoca, em Lima Duarte

São Roque de Minas, Sacramento e Delfinópolis - Vizinhos, os três municípios são verdadeiros paraísos do ecoturismo. E não poderia ser diferente. Incrustados sobre o Parque Nacional da Serra da Canastra, as cidades abrigam centenas de cachoeiras que são emolduradas por suntuosas montanhas cobertas por muito verde - ideais para caminhadas, escaladas e esportes náuticos. Diversos rios serpenteiam a região, com destaque para o gigantesco Rio São Francisco, que nasce próximo dali.

Monte Verde - Situado no coração da Serra da Mantiqueira, na divisa com o estado de São Paulo, Monte Verde é, na verdade, um distrito do município de Camanducaia. As temperaturas baixas, a gastronomia farta e o charme das construções de arquitetura europeia fazem desta região uma das mais procuradas por casais e pessoas que procuram sossego, em meio ao clima tipicamente serrano. Aproveite o charme das ruas e a boa opção de hotéis e restaurantes para relaxar e sair um pouco dos convencionais quitutes mineiros, optando pelos igualmente tradicionais fondues. O turismo ecológico também se destaca na vila, com caminhadas, trilhas e tirolesas entre as imponentes rochas da Pedra Redonda.

Monte Verde atrai muitos turistas por conta de seu clima ameno e sua arquitetura europeia
Monte Verde atrai muitos turistas por conta de seu clima ameno e sua arquitetura europeia

GOSTOU DA MATÉRIA?

3
1
0
0

Siga a gente

Não perca nada do Pureviagem siga a gente no Facebook e Twitter:

As mais lidas

Brasil fantástico: confira 30 paisagens brasileiras espetaculares
Brasil fantástico: confira 30 paisagens brasileiras espetaculares

Das Cataratas do Iguaçu aos Lençóis Maranhenses, passando pelo Pantanal, selecionamos 30 paisagens das cinco regiões do país para contemplar e inspirar a viajar pelo Brasil

Conheça o Paraíso Perdido, complexo com 18 piscinas naturais em MG
Conheça o Paraíso Perdido, complexo com 18 piscinas naturais em MG

Local foi descoberto na década de 1960, e desde então, atrai ecoturistas por suas belezas naturais. São 18 piscinas, oito cachoeiras e inúmeras opções de passeios

Maragogi: confira os encantos do "Caribe Brasileiro"
Maragogi: confira os encantos do "Caribe Brasileiro"

O destino alagoano oferece piscinas naturais, praias de águas cristalinas, boa gastronomia e atividades para todos os tipos de viajantes

Comente!

comments powered by Disqus