Mochilão no Nordeste: veja sugestões de roteiro

Conheça quatro roteiros clássicos pelas cidades mais visitadas do Nordeste, e saiba quanto gastar em cada uma delas
Nordeste abriga boa parte das praias mais bonitas do Brasil

Em tempos de crise e alta do dólar, viajar pelo Brasil tem sido uma alternativa cada vez mais viável às salgadas viagens para o exterior. E nesse quesito, o Nordeste tem sido, de longe, o lugar que mais cresce na preferência dos viajantes, sobretudo os mochileiros. No entanto, a vasta extensão territorial da região pode ser um problema na hora elaborar um roteiro e, por isso, é preciso saber racionar os itinerários para que a viagem caiba no tempo e no orçamento.

A dica número um é praticamente um mantra para todo mochilão: não se deslumbre demais com a possibilidade de conhecer muitos destinos na mesma viagem. Na euforia de aproveitar o mochilão plenamente, muitos viajantes tendem a incluir lugares demais no roteiro. E ao conhecer muitas cidades em pouco tempo, você acaba por não aproveitar nenhuma delas.

Outro empecilho comum em viagens no Nordeste é com relação ao transporte. A região requer grandes deslocamentos, e nem sempre há grandes opções de ônibus ou estradas. De um modo geral, considere alugar carro para os pequenos vilarejos, e prefira o transporte público para as grandes cidades. Mas isso não é uma regra, e vale consultar.

Antes de saber quanto levar para cada uma das cidades, veja abaixo, quatro sugestões de roteiros clássicos pelo Nordeste!

Roteiro 1 - Sul da Bahia: Porto Seguro, Trancoso, Arraial D'Ajuda, Caraíva e Itacaré

O Sul da Bahia engloba cidades que ficam a mais de 700 quilômetros de Salvador e, por isso, pense duas vezes antes de incluir a capital baiana no roteiro. A base para um mochilão por essa região é a cidade de Porto Seguro, que conta com um aeroporto relativamente estruturado, com voos frequentes de diversas capitais do Brasil.

Porto Seguro é uma típica cidade turística, com muitas opções de hotéis, pousadas, restaurantes e praias urbanas. O transporte público é bom, sobretudo para quem vai esticar o roteiro para Arraial D'Ajuda, que fica a uma balsa de distância do centro de Porto. Trancoso e Caraíva também tem boas opções de transporte, mas considere alugar um carro.

Já Itacaré fica bem mais afastada, a quase 400 quilômetros do centro de Porto Seguro, no sentido Salvador. Por isso, só vá se tiver de carro, e considere a opção de voltar por Ilhéus, que também tem aeroporto. Em último caso, estique até Salvador, e conheça uma das mais charmosas capitais do Brasil.

Roteiro 2 - Pernambuco e Alagoas: Recife, Olinda, Porto de Galinhas, Maragogi e Maceió

Colados, Pernambuco e Alagoas são estados altamente recomendados para um mochilão. As capitais tem boa infraestrutura, e o interior conta com algumas das mais belas praias do Brasil. Comece por Recife e termine por Maceió, ou vice-versa. Com base em Recife, você pode esticar o roteiro à Olinda, que fica bem perto e tem um centro histórico dos mais belos do Brasil. De lá, siga para Porto de Galinhas, que fica a cerca de 60 km do Recife, e é famosa por suas piscinas naturais. Dedique pelo menos três dias à capital, e mais quatro a Porto de Galinhas antes de seguir para Alagoas.

De Porto, siga para Maragogi, cidade que, para muitos, abriga as mais belas piscinas naturais do Brasil. O município tem infraestrutura simples, e fica no meio do caminho entre Recife e Maceió (a 140 quilômetros de ambas). Se tiver de carro, aproveite para desbravar a idílica costa alagoana, que reúne algumas das praias mais cristalinas do país. Se puder, inclua São Miguel dos Milagres, Japaratinga e Porto de Pedras, pequenos municípios com praias praticamente desertas.

Por último, estacione em Maceió, e dedique pelo menos quatro dias à capital de Alagoas. Se tiver tempo sobrando, estique o roteiro até Penedo, cidade a 160 quilômetros de Maceió que fica às margens do Rio São Francisco. Além de praias de água doce, o município é famoso por abrigar um dos mais extensos casarios coloniais do Nordeste.

Roteiro 3 - Capitais: Natal, João Pessoa, Recife, Maceió e Aracaju

Apesar dos grandes deslocamentos, uma viagem restrita às capitais é recomendada pela facilidade de transportes. Você só vai precisar alugar carro se quiser otimizar o tempo, pois todas elas são facilmente conectadas por linhas de ônibus. Esse é um mochilão para, pelo menos, 25 dias de viagem.

Comece por Aracaju (capital mais ao sul) e termine por Natal (mais ao norte), ou vice-versa. Se tiver tempo sobrando, estique o roteiro para cidades próximas às capitais, como Praia da Pipa (RN), Porto de Galinhas (PE) e o Cânion do Xingó (SE), mas nesse caso, considere alugar um carro.

Roteiro 4 - Rota das Emoções: Fortaleza, Jericoacoara, Lençóis Maranhenses, Delta do Parnaíba e São Luís

É a nova queridinha dos turistas no Nordeste. Criada em 2009, a Rota das Emoções engloba três das paisagens mais exóticas do Brasil: a vila de Jericoacoara, os Lençóis Maranhenses e o Delta do Parnaíba. São mais de mil quilômetros de viagem, passando pelos estados do Ceará, Piauí e Maranhão.

O roteiro foi criado pelo Ministério do Turismo, e inclui 14 cidades: Araioses, Barreirinhas, Paulino Neves, Santo Amaro e Tutóia, no Maranhão; Jijoca de Jericoacoara, Barroquinha, Camocim, Chaval e Cruz, no Ceará; e Cajueiro da Praia, Ilha Grande, Luis Correia e Parnaíba, no Piauí.

Uma característica peculiar desta rota é que todos os destinos ficam dentro de reservas ambientais. Portanto, toda a sua programação funciona através de um contato maior com a natureza e preza pela sustentabilidade. Prepare-se para ver piscinas naturais, riachos de água doce e praias perfeitas para a prática de esportes náuticos. Para conhecer a Rota das Emoções, você deve desembarcar em uma das capitais da região. Comece por São Luís - onde você ainda pode visitar as praias e o Centro Histórico -, e termine por Fortaleza. Fora as capitais, as três cidades que servem de base são Jericoacoara (Ceará), Barreirinhas (Maranhão) e Parnaíba (Piauí)

O grande problema desse roteiro são os deslocamentos. As linhas de ônibus são precárias, e a melhor forma de sair das cidades é alugando um transfer em uma agência. Para quem deseja economizar, outra boa dica é optar pelo transporte dos próprios moradores, que disponibilizam carros e jipes próprios para chegar aos pontos turísticos. Acredite, todo esforço é recompensado por paisagens exuberantes.

GOSTOU DA MATÉRIA?

1
0
0
0

Siga a gente

Não perca nada do Pureviagem siga a gente no Facebook e Twitter:

As mais lidas

Brasil fantástico: confira 30 paisagens brasileiras espetaculares
Brasil fantástico: confira 30 paisagens brasileiras espetaculares

Das Cataratas do Iguaçu aos Lençóis Maranhenses, passando pelo Pantanal, selecionamos 30 paisagens das cinco regiões do país para contemplar e inspirar a viajar pelo Brasil

Conheça o Paraíso Perdido, complexo com 18 piscinas naturais em MG
Conheça o Paraíso Perdido, complexo com 18 piscinas naturais em MG

Local foi descoberto na década de 1960, e desde então, atrai ecoturistas por suas belezas naturais. São 18 piscinas, oito cachoeiras e inúmeras opções de passeios

Maragogi: confira os encantos do "Caribe Brasileiro"
Maragogi: confira os encantos do "Caribe Brasileiro"

O destino alagoano oferece piscinas naturais, praias de águas cristalinas, boa gastronomia e atividades para todos os tipos de viajantes

Comente!

comments powered by Disqus