Monte Roraima é uma das paisagens mais bonitas do Brasil

Situado na fronteira entre Brasil, Guiana e Venezuela, o lugar tem formações rochosas incríveis
O Monte Roraima é indecifrável, exótico, primitivo e desafiador

Indecifrável, exótico, primitivo e desafiador. Essas são algumas características do Monte Roraima, situado na fronteira entre Brasil, Guiana e Venezuela. Considerado uma espécie de elo perdido, o lugar constitui um tepui - tipo de monte em formato de mesa, característico do planalto das Guianas.

Sétimo ponto mais alto do Brasil, o monte tem 2.875 metros de altitude, mas engana-se quem pensa que o que impressona é só a altura. As formas esculpidas nas rochas e paredões pela ação dos ventos junto aos rios e cachoeiras tornam a paisagem única.

Apesar de a formação do Monte Roraima ter acontecido há cerca de 150 milhões de ano, o lugar só ficou conhecido entre os ocidentais no século 19, quando foi escalado pela primeira vez por uma expedição britânica, no ano de 1884. Até hoje, no entanto, suas características singulares mexem com o imaginário de cientistas, aventureiros, biólogos e antropólogos.

Com o passar dos anos, o Monte Roraima se tornou um destino popular entre os turistas, especialmente na década de 1980, quando atividades como o trekking se tornaram comuns na região, que apresenta condições favoráveis para escalada. Rios, rochas, ventos que chegam a 100 quilômetros por hora e temperaturas que oscilam entre cinco e 35 graus, o lugar é cheio de desafios e obstáculos.

A melhor época para explorar o Monte Roraima é durante a seca, período que dura entre setembro e março. Em janeiro, no entanto, o clima é mais propício para a prática do trekking, permitindo que se chegue até o topo do monte. No meio do ano as condições das trilhas ficam ruins devido às chuvas frequentes na região.

O Monte Roraima é acessível apenas pela Venezuela, uma vez que os lados de Brasil e Guiana são visualizados com paredões intransponíveis. Para os brasileiros, a melhor maneira de chegar ao local é através da cidade de Boa Vista, capital do estado de Roraima, no norte do país. De lá é preciso cruzar a fronteira e seguir para a trilha, chegando em Pacaraima, na fronteira com a Venezuela. Em seguida, chega-se em Santa Elena, já em território venezuelano, depois em Paraitepuv e, finalmente, no Monte Roraima. A caminhada dura de sete a dez dias e pode ser feita por agências de turismo de aventura.

Confira, na galeria acima, fotos incríveis do Monte Roraima!

GOSTOU DA MATÉRIA?

0
0
0
0

Siga a gente

Não perca nada do Pureviagem siga a gente no Facebook e Twitter:

Nossas recomendações

Réveillon no Brasil: qual praia combina mais com você?

Região mais concorrida do país no réveillon, litoral brasileiro reúne destinos consagrados e vilarejos rústicos até na virada

Brasil: país é perfeito para fazer atividades radicais. Veja onde!

Qual seu esporte preferido para sentir aquele "frio na barriga" em meio a cenários espetaculares?

Os lugares mais relaxantes do Brasil

Você não precisa se enfiar num spa para relaxar! Conheça destinos perfeitos para desacelerar e aproveitar a natureza!

As mais lidas

Brasil fantástico: confira 30 paisagens brasileiras espetaculares
Brasil fantástico: confira 30 paisagens brasileiras espetaculares

Das Cataratas do Iguaçu aos Lençóis Maranhenses, passando pelo Pantanal, selecionamos 30 paisagens das cinco regiões do país para contemplar e inspirar a viajar pelo Brasil

Conheça o Paraíso Perdido, complexo com 18 piscinas naturais em MG
Conheça o Paraíso Perdido, complexo com 18 piscinas naturais em MG

Local foi descoberto na década de 1960, e desde então, atrai ecoturistas por suas belezas naturais. São 18 piscinas, oito cachoeiras e inúmeras opções de passeios

Maragogi: confira os encantos do "Caribe Brasileiro"
Maragogi: confira os encantos do "Caribe Brasileiro"

O destino alagoano oferece piscinas naturais, praias de águas cristalinas, boa gastronomia e atividades para todos os tipos de viajantes

Comente!

comments powered by Disqus