Passagem "mais perigosa" do mundo reabre para o público na Espanha

A 100 metros de altura, a chamada "El Caminito del Rey" fica na cidade espanhola de Málaga e vai reabrir depois de uma restauração
Foram realizadas obras de restauração depois que cinco pessoas caíram e morreram na passagem mais perigosa do mundo, localizada em Málaga, na Espanha
Foram realizadas obras de restauração depois que cinco pessoas caíram e morreram na passagem mais perigosa do mundo, localizada em Málaga, na Espanha

A Espanha é um país belíssimo e um dos destinos europeus mais procurados por conta de suas praias com água cristalina e de possuir alguns dos melhores museus do mundo e castelos medievais impressionantes. Porém, os amantes de aventura que querem muito mais do que cenários paradisíacos têm mais uma atração assustadora para incluir no roteiro a partir de março de 2015. É que, no dia 28 deste mês, a chamada "passagem mais perigosa do mundo", localizada em Málaga (Espanha), vai reabrir para o público após uma grande reforma.

Apesar da belíssima paisagem, andar na estrutura chamada de "Caminito del Rey" pode ser muito mais assustador do que ir nas montanhas-russas mais radicais do mundo ou visitar os pontos de observação que dão mais frio na barriga. A passagem, que está sobre um rio a cem metros de altura, tem três quilômetros de comprimento e menos de um metro de largura. Ela foi construída entre 1901 e 1905 para facilitar a locomoção dos trabalhadores que construíam a hidrelétrica nas cascatas de Chorro e Gaitanejo. Anos depois, o local ficou conhecido entre aqueles que gostam de viver emoções fortes.

Apesar do modelo original ter sido conservado ao máximo, a passagem ganhou estruturas extras de segurança
Apesar do modelo original ter sido conservado ao máximo, a passagem ganhou estruturas extras de segurança

Porém, não é à toa que a passagem possui a fama de não ser nem um pouco segura. Entre 1999 e 2000, cinco pessoas caíram e morreram no lugar, que acabou sendo fechado em 2001. A partir dai, quem se atrevesse a pisar no local poderia pagar uma multa de até € 6 mil (cerca de R$ 19 mil). Depois de 14 anos fechada, os governos de Málaga e Andaluzia se juntaram e realizaram uma grande reforma com um custo de €2,8 milhões de euros (cerca de R$ 9,2 milhões).

A restauração tentou manter, ao máximo, o modelo original da passagem, garantindo que os visitantes continuassem com muito frio na barriga, só que sem correr risco de vida. Seu nome nobre foi dado depois que o Rei Alfonso XIII cruzou o caminho para a inauguração de uma barragem. Seu neto, o Rei Felipe, estará presente da inauguração oficial do local que será no dia 28 de março de 2015. Nos primeiros seis meses após a reabertura, o acesso será gratuito e depois será cobrada uma taxa simbólica. A passagem já foi incluída no guia da Lonely Planet de 2015 como uma das atrações imperdíveis na Costa del Sol para quem quer um passeio além das praias.

Confira abaixo mais fotos da passagem mais perigosa do mundo:

Apesar de ser conhecida como a passagem mais perigosa do mundo, depois da reforma o Caminito del Rey ficou bem mais seguro

GOSTOU DA MATÉRIA?

7
1
1
2

Siga a gente

Não perca nada do Pureviagem siga a gente no Facebook e Twitter:

Nossas recomendações

Caminho de Santiago: saiba o que ver no percurso

Cidades medievais, florestas cheias de verde, vistas deslumbrantes e até os melhores vinhedos da região merecem uma parada

Espanha: Málaga é imperdível para fãs de artes

Terra natal de Pablo Picasso, a cidade procura se reencontrar através do turismo e da arte

Espanha: saiba mais sobre o parque da Ferrari

Previsto para 2017, parque terá a maior montanha-russa da Europa

As mais lidas

Brasil fantástico: confira 30 paisagens brasileiras espetaculares
Brasil fantástico: confira 30 paisagens brasileiras espetaculares

Das Cataratas do Iguaçu aos Lençóis Maranhenses, passando pelo Pantanal, selecionamos 30 paisagens das cinco regiões do país para contemplar e inspirar a viajar pelo Brasil

Conheça o Paraíso Perdido, complexo com 18 piscinas naturais em MG
Conheça o Paraíso Perdido, complexo com 18 piscinas naturais em MG

Local foi descoberto na década de 1960, e desde então, atrai ecoturistas por suas belezas naturais. São 18 piscinas, oito cachoeiras e inúmeras opções de passeios

Maragogi: confira os encantos do "Caribe Brasileiro"
Maragogi: confira os encantos do "Caribe Brasileiro"

O destino alagoano oferece piscinas naturais, praias de águas cristalinas, boa gastronomia e atividades para todos os tipos de viajantes

Comente!

comments powered by Disqus