Rio de Janeiro: lugares para visitar além das praias

Vai viajar para o Rio de Janeiro nas férias ou no final de semana? As possibilidades de lazer são muitas! De museus a parques, conheça atrações que passam longe das praias e dos cartões-postais mais famosos
As atrações da cidade do Rio de Janeiro vão muito além das praias
As atrações da cidade do Rio de Janeiro vão muito além das praias

Praias famosas no mundo inteiro, Pão de Açúcar, Cristo Redentor e Maracanã. Todos esses são lugares que não podem faltar no roteiro do turista que visita o Rio de Janeiro pela primeira vez. A cidade, considerada uma das fotogênicas do mundo, tem muito mais o que mostrar e encantar o visitante.

Da região portuária à Barra da Tijuca, há diversas atrações culturais, religiosas e passeios fantásticos para fazer. O viajante pode, por exemplo, conhecer as joias arquitetônicas do centro, visitar museus, subir em mirantes ou escolher um belo lugar para tomar café da manhã na Cidade Maravilhosa.

Vai visitar o Rio de Janeiro? Conheça algumas dicas de lugares para ir além das praias e dos famosos cartões-postais da capital fluminense!

Parque Lage - Um dos passeios mais agradáveis para se fazer na cidade do Rio de Janeiro é a visita ao Parque Lage. Localizado entre o Maciço do Corcovado e o Jardim Botânico, o local é tombado pelo Patrimônio Histórico e encanta seus visitantes com belíssimos jardins, grutas, lagos, áreas para piquenique e trilhas – uma delas, inclusive, leva até o morro do Corcovado.

Começar o dia por lá, com um belo café da manhã em volta da piscina do casarão, é uma ótima pedida. Mas chegue cedo, pois o local é muito procurado por moradores e turistas. O Parque Lage abre diariamente, das 8h às 17h. A entrada é gratuita. Café da manhã: cerca de R$ 30 por pessoa. www.eavparquelage.rj.gov.br

Uma das trilhas do Parque Lage leva até ao morro do Corcovado, onde fica o Cristo Redentor
Uma das trilhas do Parque Lage leva até ao morro do Corcovado, onde fica o Cristo Redentor

Casa Daros - Inaugurada em 2013, a Casa Daros é um espaço voltado para a arte contemporânea latino-americana. Com sede em Zurique, na Suíça, o centro cultural no Rio de Janeiro ocupa um casarão do século 19 que levou seis anos para ser completamente restaurado.

Se estiver no Rio, vale muito a pena fazer essa visita e conhecer o acervo com mais de 1,2 mil obras, entre pinturas, fotografias, instalações e esculturas. As visitas ocorrem de quarta a sábado, das 11h às 19h, e domingos e feriados, das 11 às 18h. O bilhete geral custa R$ 14. A entrada é gratuita às quartas-feiras. Mais informações: www.casadaros.net

A Casa Daros abriga coleções voltadas para a arte contemporânea latino-americana
A Casa Daros abriga coleções voltadas para a arte contemporânea latino-americana

Forte do Leme - O Forte de Duque de Caixas, ou simplesmente Forte do Leme, foi construído no início do século XVIII para alertar outras fortificações da Baía de Guanabara sobre a chegada de embarcações inimigas. Para chegar lá em cima, é preciso encarar uma subida íngreme mas muito agradável, com árvores, aves e a presença bem frequente de saguis pelo caminho.

No topo, além de poder visitar as instalações internas do Forte, o viajante terá acesso a uma das panorâmicas mais incríveis do Rio, com vista para o Pão de Açúcar e para a Praia de Copacabana. A visitação acontece de terça a domingo, das 9h30 às 16h30. Há ainda a possibilidade da visitação motorizada, que ocorre aos sábados, domingos e feriados (saídas às 10h, 11h30, 13h30 e 15h30). O ingresso geral custa R$ 4. Às terças-feiras, a visitação é gratuita para todos.

O Forte do Leme proporciona uma vista de tirar o fôlego
O Forte do Leme proporciona uma vista de tirar o fôlego

Feira de São Cristóvão - Que tal conhecer um pouco do nordeste sem sair do Rio de Janeiro? No bairro de São Cristóvão, há um pavilhão totalmente dedicado à cultura nordestina: o Centro Luiz Gonzaga de Tradições Nordestinas ou simplesmente Feira de São Cristóvão. Mais de 700 restaurantes e barraquinhas oferecem aos moradores e turistas produtos típicos, condimentos, artesanatos e o melhor da culinária regional nordestina.

Para o entretenimento, há dois palcos onde a música não para nos finais de semana. O local funciona diariamente, das 10h às 18h. Aos domingos, fecha um pouco mais tarde, às 21h. De terça a quinta a entrada é gratuita, enquanto nos outros dias é cobrada uma taxa de R$ 3. www.feiradesaocristovao.org.br

Feira de São Cristóvão: pavilhão inteiramente dedicado à cultura nordestina
Feira de São Cristóvão: pavilhão inteiramente dedicado à cultura nordestina

Parque das Ruínas - Localizado no charmoso bairro de Santa Teresa, o Centro Cultural Parque das Ruínas foi a residência de uma grande mecenas da Belle Époque carioca, Laurinda Santos Lobo. Lá, reuniam-se grandes artistas e intelectuais da época, fazendo do local um dos mais efervescentes da vida cultural do Rio de Janeiro.

Hoje, o belo palacete de tijolos aparentes continua com sua vocação original, realizando exposições de arte, happy hours, shows musicais e outras manifestações artísticas. No entanto, o que mais atrai os visitantes é o mirante do local, que proporciona uma vista privilegiada do Centro e da Zona Sul da cidade. O Parque das Ruínas possui ainda uma cafeteria que serve um delicioso café da manhã nos finais de semana.

Vista do Parque das Ruínas, no charmoso bairro carioca de Santa Teresa
Vista do Parque das Ruínas, no charmoso bairro carioca de Santa Teresa

Museu de Arte do Rio (MAR) - Inaugurado em março de 2013, o MAR foi um dos primeiros projetos da revitalização da zona portuária a sair do papel. O museu é composto de dois edifícios: o Palacete Dom João VI, erguido entre 1913 e 1918, e outro de estilo modernista, onde funcionou a primeira rodoviária da cidade e o Hospital da Polícia Civil. As construções estão unidas por uma passarela e uma curiosa cobertura fluida em forma de onda.

A instituição abriga diversas exposições temáticas, programação cultural educativa na Escola do Olhar, além de um restaurante no terraço com vista panorâmica. Funciona às terças, de 10h às 19h, e de quarta a domingo, das 10h às 17h. Às terças-feiras, a entrada é gratuita para todos. Nos demais dias, o ingresso geral custa R$ 8. www.museudeartedorio.org.br

Museu de Arte do Rio: uma das novas atrações da zona portuária do Rio de Janeiro
Museu de Arte do Rio: uma das novas atrações da zona portuária do Rio de Janeiro

Real Gabinete Português de Literatura - Na rua Luís de Camões, no centro do Rio de Janeiro, o Real Gabinete Português conserva o maior número de obras de autores portugueses fora do território de Portugal. O acervo possui cerca de 350 mil títulos, incluindo um exemplar da primeira edição de 'Os Lusíadas', de 1572.

Além do acervo bibliográfico, o Real Gabinete abriga uma importante coleção de pinturas e atua também como uma espécie de curador das relações culturais e sociais luso-brasileiras. O local fica aberto de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h. Todo o acervo está à disposição do público visitante. www.realgabinete.com.br

O belo Real Gabinete Português de Literatura, localizado no centro da cidade
O belo Real Gabinete Português de Literatura, localizado no centro da cidade

Ilha Fiscal - Palco do evento conhecido como "O Último Baile do Império", realizado dias antes da Proclamação da República, a Ilha Fiscal é uma joia arquitetônica localizada no meio da baía de Guanabara.

Para explicar a história do local, há guias especializados que acompanham os grupos de visita, mostrando as instalações e as exposições permanentes. Os ingressos podem ser adquiridos no Museu Naval, de onde saem os ônibus rumo à Ilha fiscal. Funciona apenas sábados e domingos, em três horários: 12h30, 14h e 15h30. O preço é de R$20 (inteira). Mais informações: www.mar.mil.br/dphdm

Ilha Fiscal, o "castelinho" da baía de Guabanabara
Ilha Fiscal, o "castelinho" da baía de Guabanabara

Igrejas da área central - Visitar as Igrejas do centro é um dos passeios imperdíveis para fazer no Rio de Janeiro. Independente da religião, vale a pena conhecer ao vivo essas incríveis joias coloniais, parte importante da história do nosso país.

Algumas que não podem faltar no roteiro: Mosteiro de São Bento e Igreja de Nossa Senhora de Montserrat, Igreja de Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé, Igreja da Candelária, Igreja de São José, Igreja de Nossa Senhora da Lapa dos Mercadores, Igreja da Ordem Terceira de São Francisco da Penitência e Igreja do Santíssimo Sacramento da Antiga Sé. Mais moderna, a Catedral Metropolitana com seu formato incomum é uma das construções mais icônicas do centro.

Igreja de Nossa Senhora da Candelária, uma das construções religiosas mais famosas do Rio de Janeiro
Igreja de Nossa Senhora da Candelária, uma das construções religiosas mais famosas do Rio de Janeiro

Museu de Arte Moderna (MAM) - Com mais de 15 mil obras no acervo, o MAM do Rio é uma das principais instituições culturais da cidade e do país. O museu está localizado no Aterro do Flamengo, bem pertinho do Aeroporto Santos Dummont.

A coleção dispõe de pinturas, fotografias e esculturas de artistas de fama internacional, além de grandes nomes latino-americanos. O local funciona de terça a sexta, das 12h às 18h, e domingos e feriados, das 12 às 19h. O ingresso custa R$ 14 (inteira) e, às quartas-feiras, a entrada é gratuita após às 15h. www.mamrio.org.br

O Museu de Arte Moderna (MAM) fica no Aterro do Flamengo
O Museu de Arte Moderna (MAM) fica no Aterro do Flamengo

Theatro Municipal - Inaugurado em 1909, o Theatro Municipal do Rio de Janeiro já recebeu grandes artistas internacionais e importantes nomes da cultura brasileira ao longo dos anos, se consolidando como uma das principais casas de espetáculos da América Latina. Recentemente, passou por uma ampla reforma com o objetivo de modernizar as instalações e recuperar algumas preciosidades, como um grande painel original do italiano Eliseu Visconti e a águia dourada que adorna o topo da construção.

Visitas guiadas ocorrem de terça a sexta, em cinco horários: 11h (para alunos de escolas), 12h, 14h, 15h e 16h; sábados e feriados: 11h, 12h e 13h. Ingresso: R$ 10. www.theatromunicipal.rj.gov.br

Teatro Municipal do Rio de Janeiro, uma das mais belas joias arquitetônicas da cidade
Teatro Municipal do Rio de Janeiro, uma das mais belas joias arquitetônicas da cidade

Floresta da Tijuca - Considerada a maior floresta urbana do mundo, a Floresta da Tijuca pode ser percorrida a pé, de carro ou bicicleta. Com aproximadamente quatro mil hectares, o lugar conta com atrações e recantos incríveis para os amantes da natureza. Entre os pontos que merecem a visita, estão a Cascatinha, a Capela Mayrink, o Mirante Excelsior, o Barracão, a Gruta Paulo e Virgínia, o Lago das Fadas, a Vista Chinesa e o Açude da Solidão.

A entrada principal fica na Praça Afonso Vizeu, no Alto da Boa Vista. O acesso é feito pela Estrada do Alto, tanto vindo da Tijuca (pela Av. Edson Passos) quanto da Barra da Tijuca e do Itanhangá (pela Estrada das Furnas). O parque funciona diariamente, das 8h às 17h.

A Floresta da Tijuca é a maior floresta urbana do planeta
A Floresta da Tijuca é a maior floresta urbana do planeta

GOSTOU DA MATÉRIA?

14
0
0
0

Siga a gente

Não perca nada do Pureviagem siga a gente no Facebook e Twitter:

Nossas recomendações

Rio de Janeiro pode ficar sem sua Árvore de Natal mais famosa em 2016

Árvore de Natal da Lagoa não será construída em 2016 por falta de patrocínio

Hostel no Rio de Janeiro! Se prepare para o Réveillon

Conheça algumas opções econômicas para você passar a virada do ano na praia mais famosa do Brasil!

Rio de Janeiro disputa título de melhor destino do mundo. Veja os concorrentes!

Lista feita pelo portal americano Travel + Leisure traz destinos consagrados, como Paris e Orlando, e algumas surpresas

As mais lidas

Brasil fantástico: confira 30 paisagens brasileiras espetaculares
Brasil fantástico: confira 30 paisagens brasileiras espetaculares

Das Cataratas do Iguaçu aos Lençóis Maranhenses, passando pelo Pantanal, selecionamos 30 paisagens das cinco regiões do país para contemplar e inspirar a viajar pelo Brasil

Conheça o Paraíso Perdido, complexo com 18 piscinas naturais em MG
Conheça o Paraíso Perdido, complexo com 18 piscinas naturais em MG

Local foi descoberto na década de 1960, e desde então, atrai ecoturistas por suas belezas naturais. São 18 piscinas, oito cachoeiras e inúmeras opções de passeios

Maragogi: confira os encantos do "Caribe Brasileiro"
Maragogi: confira os encantos do "Caribe Brasileiro"

O destino alagoano oferece piscinas naturais, praias de águas cristalinas, boa gastronomia e atividades para todos os tipos de viajantes

Comente!

comments powered by Disqus