Roteiro de 3, 5 e 7 dias em Capitólio, Minas Gerais

Escondido entre o Lago de Furnas e a Serra da Canastra, município é um dos principais destinos ecológicos de Minas Gerais
Cidade é cercada pelo imponente lago artificial de Furnas, que é quatro vezes maior que a Baía de Guanabara, no Rio
Cidade é cercada pelo imponente lago artificial de Furnas, que é quatro vezes maior que a Baía de Guanabara, no Rio

Capitólio é um dos destinos ecológicos mais consagrados do interior de Minas Gerais. Escondida entre o Lago de Furnas e a Serra da Canastra, a cidade tem a geografia perfeita para grandes aventuras, misturando montanhas, lagoas, piscinas naturais, praias fluviais e um conjunto incontável de trilhas. Por tudo isso, ela é o lugar mais apropriado para aproveitar o "Mar de Minas" - como é carinhosamente chamado o Lago de Furnas.

Não existe um período ideal para aproveitar a região. Dá para conhecer as atrações em um final de semana, assim como também é possível ficar por mais tempo, podendo esticar o roteiro pela Serra da Canastra e por outros municípios mineiros igualmente exuberantes. Para ajudar no planejamento da viagem, nós fizemos essa pequena sugestão de roteiro com o filé das atrações de Capitólio. Veja tudo abaixo!

Roteiro de 3 dias

Dia 1

Chegue cedo, largue suas malas e faça a atividade turística mais tradicional da cidade: o passeio de barco pelo Lago de Furnas, que tem quatro vezes o tamanho da Baía de Guanabara, e leva o carinhoso apelido de "Mar de Minas". O passeio é normalmente oferecido pelas agências de Capitólio, e pode ser feito de lancha, catamarã ou chalana (um barcão com cara de restaurante flutuante). A embarcação faz paradas nos cânions, e normalmente também na exuberante Cachoeira Lagoa Azul.

Como o passeio é relativamente curto (pouco mais de duas horas), você ainda pode aproveitar o resto da tarde para conhecer o Mirante dos Cânions, que oferece um visual panorâmico para os desfiladeiros do Lago de Furnas. O mirante fica às margens da MG-050, e tem acesso relativamente fácil

Passeios de barco são comuns no Lago de Furnas, sobretudo nos cânions
Passeios de barco são comuns no Lago de Furnas, sobretudo nos cânions

Dia 2

Novamente levante cedo da cama, pegue a MG-050, e siga para a zona rural de Capitólio, onde fica a Trilha do Sol. Trata-se de um grande circuito de trilhas e cachoeiras que fica dentro de uma pousada. A Cachoeira do Grito e a Poço Dourado são indispensáveis no roteiro. Também não deixe de apreciar o pôr-do-sol no local, que é magnífico

Dia 3

É dia de conhecer o outro lado dessa exuberante região: o Parque Nacional da Serra da Canastra. Para isso, siga até o município de São Roque de Minas, onde fica a entrada da reserva, a cerca de 55 quilômetros de Capitólio.

A atração mais famosa do parque é a nascente do Rio São Francisco, que começa como um pequeno córrego repleto de piscinas naturais. O acesso é feito pela portaria 1, mas como a estrada é precária, é preciso ficar de olho nas condições da pista antes de seguir viagem. De lá, siga para a portaria 4, onde fica a cachoeira Casca D'Anta, a segunda maior de Minas Gerais e uma das maiores do Brasil, com 186 metros de altura. A queda d'água tem um volume impressionante, formando piscinas naturais na parte baixa.

Casca D'Anta é a maior queda d'água do Rio São Francisco
Casca D'Anta é a maior queda d'água do Rio São Francisco

Roteiro de 5 dias

Dia 4

Mais uma vez, esqueça a preguiça e acorde cedo para aproveitar de mais um lugar imperdível da região: o Paraíso Perdido. Trata-se de um complexo privado com oito cachoeiras, três ribeirões e 18 piscinas naturais, no município vizinho de São Batista do Glória. O local tem excelente infraestrutura, com quiosques, trilhas sinalizadas, restaurante, energia elétrica e uma grandiosa área de camping com banheiros, mesas, churrasqueiras e barracas. Você pode pernoitar lá, ou passar a tarde inteira e depois retornar para Capitólio (o Paraíso Perdido funciona até às 18h para visitação).

Dia 5

Depois de uma maratona intensa de trilhas e cachoeiras, você pode tirar o quinto dia para acordar um pouco mais tarde. Nesse dia, aproveite para conhecer a Cachoeira Diquadinha, mais uma queda d'água exuberante que forma uma série de piscinas naturais. O local tem estrutura simples, mas fica bem perto da MG-050. Por isso, tem acesso relativamente tranquilo, e costuma ficar mais vazia que as demais cachoeiras da região.

Paraíso Perdido é perfeito para a prática de mergulho
Paraíso Perdido é perfeito para a prática de mergulho

Roteiro de 7 dias

Dia 6

Ainda tem disposição para trilhas? Então aproveite a reta final da viagem para fazer a trilha até o Morro do Chapéu, um dos pontos culminantes do município de Capitólio. A caminhada é longa, mas relativamente tranquila, já que não há pontos muito íngremes no percurso. O topo da montanha conta com uma espécie de chapada, de onde se tem uma vista privilegiada para quase todo o Lago de Furnas

Dia 7

Por fim, depois de quase uma semana numa maratona de trilhas e cachoeiras, tire o último dia para descansar. Visite aquele ponto turístico que não deu tempo, ou aquele achado que alguma pessoa lhe recomendou no decorrer da viagem. É hora de encarar uma outra maratona: a de volta para casa.

GOSTOU DA MATÉRIA?

10
1
0
1

Siga a gente

Não perca nada do Pureviagem siga a gente no Facebook e Twitter:

As mais lidas

Brasil fantástico: confira 30 paisagens brasileiras espetaculares
Brasil fantástico: confira 30 paisagens brasileiras espetaculares

Das Cataratas do Iguaçu aos Lençóis Maranhenses, passando pelo Pantanal, selecionamos 30 paisagens das cinco regiões do país para contemplar e inspirar a viajar pelo Brasil

Conheça o Paraíso Perdido, complexo com 18 piscinas naturais em MG
Conheça o Paraíso Perdido, complexo com 18 piscinas naturais em MG

Local foi descoberto na década de 1960, e desde então, atrai ecoturistas por suas belezas naturais. São 18 piscinas, oito cachoeiras e inúmeras opções de passeios

Maragogi: confira os encantos do "Caribe Brasileiro"
Maragogi: confira os encantos do "Caribe Brasileiro"

O destino alagoano oferece piscinas naturais, praias de águas cristalinas, boa gastronomia e atividades para todos os tipos de viajantes

Comente!

comments powered by Disqus