Roteiro de Viagem: 3, 5 e 7 dias na Costa Rica, o país da biodiversidade!

Apesar de pequeno, território costarriquenho abriga mais de 30 parques nacionais, e reúne cerca de 5% de toda a biodiversidade do planeta. Saiba o que fazer por lá!
Paisagem do país mistura praias vulcões, florestas e mais de 30 parques nacionais
Paisagem do país mistura praias vulcões, florestas e mais de 30 parques nacionais

A Costa Rica é um dos principais destinos de mochileiros na América Latina, e basta ver sua geografia para entender o porquê. Localizado no coração da América Central, o país é banhado pelo Mar do Caribe e pelo Oceano Pacífico, o que lhe confere uma mistura incrível de praias, vulcões, florestas e cachoeiras de rara beleza. Além disso, o território costarriquenho abriga nada menos que 5% de toda a biodiversidade do planeta, espalhado por mais de 30 parques nacionais.

Com tantas opções, escolher o destino ideal na Costa Rica não é tarefa fácil. Além disso, outra característica serve de empecilho para os visitantes mais desprevenidos: as ruas do país não têm endereço muito bem definido, e são denominadas de acordo com algum ponto de referência, alguma numeração, ou algum tipo de característica própria. Mas nada que um povo hospitaleiro não possa ajudar.

Antes de tudo, aqui vai uma dica preciosa. A Costa Rica não é um país tão pequeno assim quanto parece, e o ideal é alugar um carro para fazer os deslocamentos (até existem ônibus, mas os terminais rodoviários são muito simples). As estradas nem sempre são boas, mas muito mais por uma questão ecológica do que estrutural.

Além disso, vale lembrar que, como o tempo é curto e os deslocamentos são grandes, o ideal é otimizar o roteiro. Não adianta sair conhecendo trocentos lugares de forma acelerada. Na pressa, você periga não conhecer nenhum.

Sem mais delongas, nós elaboramos essa pequena sugestão de roteiro com 3, 5 e 7 dias com o filé do território costarriquenho. Veja tudo abaixo!

Roteiro de 3 dias

Dia 1 - San José

De antemão, saiba que três dias é muito pouco, e só é aconselhável fazer essa viagem curtinha se a Costa Rica for um ponto de conexão para um roteiro pela América Central. A capital costarriquenha está longe de ser um polo turístico do país, mas como ela abriga o maior aeroporto internacional, você terá que desembarcar lá e passar pelo menos algumas horas na cidade. Se puder, alugue um carro já no aeroporto, e prefira pernoitar em San José.

Tire um dia para bater perna pela capital, e não deixe de conhecer lugares como o Teatro Nacional, construído no século 19 por barões de café, a Catedral Metropolitana, o Museo del Oro Precolombino, e o Centro de Ciências e Cultura. A noite de San José não tem muitos atrativos.

San José é a porta de entrada para a Costa Rica
San José é a porta de entrada para a Costa Rica

Dia 2 - Vulcão Arenal

Acorde cedo, e siga rumo ao norte para conhecer um dos maiores cartões-postais não só da Costa Rica, mas de toda a América Central. O vulcão Arenal tem 1.633 metros de altitude, e o diâmetro de sua cratera mede cerca de 140 metros. Era considerado extinto até 1968, quando entrou em erupção depois de 400 anos de inatividade. Hoje, é um ponto turístico bastante procurado por estrangeiros, e conta com diversas opções de passeios ao redor da montanha - incluindo trilhas, rios de água cristalina, cachoeiras, tirolesa e exploração da cânions. Não deixe de conhecer as águas termais das Termas de Tabacón, um dos pontos mais visitados da região. A cidade que serve de base para o vulcão é La Fortuna, e pernoitar lá é uma opção racional.

Vulcão Arenal é um dos principais cartões-postais da Costa Rica
Vulcão Arenal é um dos principais cartões-postais da Costa Rica

Dia 3 - Jacó

No dia seguinte, acorde cedo novamente e siga para Jacó, a cidade praiana que talvez tenha a melhor estrutura turística da Costa Rica. A vila é bem pequena, mas foge completamente das características dos outros destinos do país: ao invés de estrutura rústica com discurso de sustentabilidade, Jacó se destaca pela estrutura "americanizada", com muitos resorts, hotéis internacionais, restaurantes e luzes de neon. As praias - voltadas para o Pacífico -, são ótimas para surfe, e ficam a menos de 100 quilômetros da capital. Por isso, você pode pernoitar em Jacó, ou voltar para San José.

Roteiro de 5 dias

Dia 4 - Jacó ou Parque Nacional Manuel Antonio

Gostou do estilo americanizado de Jacó? Então aproveite que sobrou mais alguns dias para passar pelo menos mais uma noite por lá. Caso contrário, siga pela Ruta 34 por mais 70 quilômetros até chegar ao Parque Nacional Manuel Antonio, uma das reservas mais visitadas da América Central.

O local impressiona pela mistura de paisagens: numa tacada só, você consegue sair de uma praia e dar de cara com uma floresta tropical exuberante! Apesar de ser uma reserva ecológica, tem boa infraestrutura de hotéis, restaurantes e pousadas, e fica a sete quilômetros da cidade de Quepos. Suas águas são cristalinas e ideais para mergulho e surfe.

Dia 5 - Parque Nacional Manuel Antonio

Permaneça em Quepos e tire mais um dia para desbravar o exuberante Parque Nacional Manuel Antonio. Aproveite a vida noturna simples, mas satisfatória, da pequenina cidade que serve de base para a reserva.

Parque Nacional Manuel Antonio reúne praias e florestas tropicais
Parque Nacional Manuel Antonio reúne praias e florestas tropicais

Roteiro de 7 dias

Dia 6 - Vulcão Poás

Acorde bem cedinho, e siga rumo a capital. Aproveite o penúltimo dia e, antes de voltar a montar base em San José, continue por mais 50 quilômetros para conhecer o Vulcão Poás, um dos mais acessíveis de Costa Rica.

O Poás é um vulcão ativo, mas conta com boa infraestrutura em todo o parque nacional. Para chegar lá, é necessário um pouco mais de esforço para caminhar pelos mais de 2700 metros de altura, mas tudo é recompensado por um visual magnífico. Do alto, é possível admirar crateras cobertas por lagos coloridos, fumarolas, e uma vista panorâmica para a região metropolitana da capital. Chegue cedo, e leve roupa de frio, pois a temperatura no topo do vulcão pode ficar abaixo dos 15ºC.

Dia 7 - San José

Tire o último dia para fazer uma caminhada sem compromisso pela charmosa capital costarriquenha. Aproveite para ver algum ponto turístico que deixou de lado, ou experimentar algum restaurante que alguém lhe recomendou. É hora de descansar para encarar outra maratona: a de volta para casa.

Por conta da proximidade com a capital, vulcão Poás é o mais visitado da Costa Rica
Por conta da proximidade com a capital, vulcão Poás é o mais visitado da Costa Rica

Roteiro de 10 ou mais dias

Apesar de pequena, a Costa Rica tem uma gama interminável de atrações turísticas, e uma semana pode não ser suficiente para ver tudo. Se tiver mais tempo, aproveite para conhecer a intocada cidade praiana de Santa Teresa, ou a badalada vila de Tamarindo. O exuberante Parque Nacional Tortuguero, e o desconhecido Parque Nacional Tenorio com seu poderoso Rio Celeste são outras duas boas sugestões.

GOSTOU DA MATÉRIA?

1
3
0
0

Siga a gente

Não perca nada do Pureviagem siga a gente no Facebook e Twitter:

As mais lidas

Brasil fantástico: confira 30 paisagens brasileiras espetaculares
Brasil fantástico: confira 30 paisagens brasileiras espetaculares

Das Cataratas do Iguaçu aos Lençóis Maranhenses, passando pelo Pantanal, selecionamos 30 paisagens das cinco regiões do país para contemplar e inspirar a viajar pelo Brasil

Conheça o Paraíso Perdido, complexo com 18 piscinas naturais em MG
Conheça o Paraíso Perdido, complexo com 18 piscinas naturais em MG

Local foi descoberto na década de 1960, e desde então, atrai ecoturistas por suas belezas naturais. São 18 piscinas, oito cachoeiras e inúmeras opções de passeios

Maragogi: confira os encantos do "Caribe Brasileiro"
Maragogi: confira os encantos do "Caribe Brasileiro"

O destino alagoano oferece piscinas naturais, praias de águas cristalinas, boa gastronomia e atividades para todos os tipos de viajantes

Comente!

comments powered by Disqus