Roteiro de viagem: 3, 5 ou 7 dias na Região dos Lagos (RJ)

Queridinha dos cariocas, região abriga algumas das praias mais bonitas do Brasil, e conta com boa infraestrutura. Saiba o que fazer por lá!
Região é conhecida pela diversidade de praias
Região é conhecida pela diversidade de praias

Não é difícil entender tamanho fascínio dos cariocas pela Região dos Lagos. Situada a menos de 150 quilômetros do Rio de Janeiro, a região abriga algumas das melhores praias do Brasil, espalhadas por sete cidades com excelente infraestrutura. Além da beleza, o território também impressiona por sua diversidade: há praias desertas e urbanizadas, ideais para surfistas, mergulhadores, famílias, jovens e todos os tipos de viajantes.

A região também é conhecida como Costa do Sol, e não foi batizada desta forma por acaso, afinal de contas, esse é o local que menos chove em todo o estado do Rio de Janeiro. São cerca de 300 dias de sol por ano, e uma leve brisa que ameniza o calor. O epicentro turístico da Região dos Lagos é o eixo Búzios, Cabo Frio e Arraial do Cabo, que ficam a cerca de 160 quilômetros de distância da capital. Entre um extremo e outro dos três municípios, não são nem 40 quilômetros.

Mais perto da capital (a menos de 100 km) fica Saquarema, uma das mecas do surfe no Brasil. Completam a região os municípios de Araruama, São Pedro da Aldeia e Iguaba Grande.

Se você deseja desbravar esse imenso litoral, o ideal é estar de carro. O transporte público é no máximo razoável, e algumas praias requerem grandes caminhadas. Em três dias, escolha no máximo duas cidades. Com mais tempo, pegue seu carro e faça uma road trip pelas praias da Região dos Lagos. Veja nossa sugestão abaixo!

Roteiro de 3 dias

Dia 1 - Búzios

Passar um final de semana na Região dos Lagos só é vantagem se você for carioca, ou quiser esticar sua estadia no Rio de Janeiro. Nesse caso, prefira o eixo Búzios, Cabo Frio e Arraial, que conta com as praias mais bonitas da região. Monte base em Búzios, e tire o primeiro dia para desbravar esse charmoso município, conhecido como a "Saint-Tropez Brasileira".

Largue as malas no hotel e comece a desbravar Búzios em uma leve caminhada pela Orla Bardot, a mesma que engloba a agitada Rua das Pedras. Caminhe por cerca de 20 minutos, passe pela Praia dos Ossos e conheça a belíssima Praia Azeda (se estiver de carro, estacione nos arredores da Praia dos Ossos). A charmosa praia tem uma extensão curtinha, e um mar calmo e cristalino, ideal para famílias com crianças. Aproveite para tirar umas fotos da pedra que divide a Azeda da Azedinha, praia com extensão ainda menor.

Na parte da tarde, aproveite a pouca distância para conhecer João Fernandes, uma das praias mais frequentadas da cidade. Ela fica a menos de 15 minutos da Azeda, e tem acesso por uma rua de ladeiras à esquerda da trilha que dá acesso à Praia dos Ossos. O espanhol é praticamente a língua oficial de João Fernandes, já que essa é a queridinha dos hermanos em Búzios (esquecemos de falar acima, mas a quantidade de argentinos em Búzios é algo impressionante). A praia tem boa infraestrutura de quiosques e restaurantes à beira-mar.

Ao anoitecer, faça o programa obrigatório das noites de Búzios: vá à Rua das Pedras! O local parece um grande shopping ao ar livre, com lojas de grife, restaurantes premiados, e a maior concentração de jovens por metro quadrado da Região dos Lagos. Se preferir, termine a noite em uma das duas casas noturnas internacionais da cidade: a Pacha e a Privilège, coladinhas uma na outra.

Rua das Pedras reúne bares, restaurantes, pousadas e boa parte da vida noturna de Búzios
Rua das Pedras reúne bares, restaurantes, pousadas e boa parte da vida noturna de Búzios

Dia 2 - Búzios

Tente acordar cedo e siga para Geribá, o principal cartão-postal de Búzios. Trata-se da praia mais badalada, e o principal point dos jovens, surfistas e atletas na cidade. Apesar de toda a fama, Geribá foge à regra das principais praias de Búzios: lá, o mar é agitado, a faixa de areia é imensa e a orla é abarrotada de redes de vôlei (ou seja, características bem parecidas com as praias do Rio). A galera jovem costuma se amontoar no canto direito da praia, que conta com bons quiosques, e o badalado bar de praia Fishbone. Se prefere sossego, siga para o canto esquerdo, onde o mar é calminho, ou então vá à praia vizinha de Ferradurinha, que tem acesso por uma pequena trilha. Aproveite o mar calmo de Ferradurinha para praticar stand-up paddle, passear de canoa, ou praticar mergulho.

Geribá é o point dos jovens em Búzios
Geribá é o point dos jovens em Búzios

Dia 3 - Arraial do Cabo

No terceiro dia, pegue o carro e siga para Arraial do Cabo, que fica a cerca de 35 quilômetros de distância de Búzios. Você terá que passar por Cabo Frio para pegar a estradinha de Arraial, e se tiver tempo, aproveite para fazer um pit stop na Praia do Forte, a principal de Cabo Frio. Se não, siga para o "Caribe Brasileiro".

Se tiver de carro, sugerimos dois passeios por Arraial: na primeira opção, pare o carro na Praia dos Anjos e pegue uma pequena trilha no canto esquerdo. Em 10 minutos você estará na exuberante Praia do Forno, que tem águas calmas e absolutamente cristalinas. A outra opção é pegar uma estradinha de terra que leva às Prainhas do Pontal do Atalaia, que têm mar ainda mais transparente. O acesso é precário, mas o esforço é recompensado.

A outra alternativa (principalmente para quem vai a pé), é fazer o passeio de barco que sai da Praia dos Anjos. Nele, ainda é possível conhecer a exclusivíssima Praia do Farol, que é protegida pela Marinha e só tem acesso de barco. Para muitos, é a praia mais bonita do Brasil.

Para muitos, é em Arraial que ficam as praias mais bonitas da região
Para muitos, é em Arraial que ficam as praias mais bonitas da região

Roteiro de 5 dias

Dia 4 - Búzios

Se você montou base em Búzios, aproveite o quarto dia para conhecer outras praias do charmoso balneário. Sugerimos a dobradinha Manguinhos/Tartaruga, praias vizinhas mas com personalidades próprias. Em Manguinhos, curta o mar calmo e não hesite em tomar umas caipirinhas no Porto da Barra, complexo com mais de 15 bares e restaurantes à beira-mar. Ao entardecer, corra para a Tartaruga, que tem o pôr-do-sol mais bonito e exclusivo de Búzios. À noite, vá à Rua das Pedras e coma um crepe no Chez Michou, restaurante mais famoso da cidade.

Dia 5 - Cabo Frio

Se tiver de carro, aproveite o quinto dia para desbravar Cabo Frio, a maior cidade da Região dos Lagos. O município tem cerca de 200 mil habitantes, e começa a se comportar como cidade grande. A orla da Praia do Forte é abarrotada de quiosques, ciclovias e restaurantes, mas o mar permanece limpo. Por isso, estique sua cadeira de praia na areia, ou então siga para a Praia do Peró, que fica a cerca de 15 minutos do Forte, e é mais vazia. Se quiser, faça o check-out em Búzios e tire os últimos dois dias para montar base em Cabo Frio, de preferência nos arredores do Canal do Itajuru, onde fica o burburinho noturno (região conhecida como "Boulevard Canal").

Praia do Forte é a praia mais frequentada de Cabo Frio
Praia do Forte é a praia mais frequentada de Cabo Frio

Roteiro de 7 dias

Dia 6 - Cabo Frio

Em sete dias, você consegue conhecer a maioria dos pontos turísticos da Região dos Lagos, e ainda esticar para outros cartões-postais bem interessantes. Nossa dica é que você permaneça em Cabo Frio, e aproveite o sexto dia para conhecer a Ilha do Japonês. A ilhota fica no encontro do Canal do Itajuru com o mar, e é considerada um santuário natural com boas trilhas, caminhadas ecológicas, e águas calmas e cristalinas. O local ainda oferece infraestrutura rústica de quiosques e barracas.

Ilha do Japonês é menos frequentada que as outras praias de Cabo Frio
Ilha do Japonês é menos frequentada que as outras praias de Cabo Frio

Dia 7 - Saquarema

Mesmo que você não goste de surfar, tire pelo menos um dia para conhecer Saquarema, a capital do surfe no Brasil. A Praia de Itaúna é a mais convidativa para a prática, já que reúne boas ondas, um clima jovem, e excelente infraestrutura de restaurantes e pousadas. O canto esquerdo, próximo às pedras, tem um mar mais calmo e ideal para crianças. A cidade fica no meio do caminho entre as cidades turísticas da região (Búzios, Cabo Frio e Arraial) e o Rio de Janeiro. Por isso, vale um pit stop no último dia.

GOSTOU DA MATÉRIA?

17
1
1
1

Siga a gente

Não perca nada do Pureviagem siga a gente no Facebook e Twitter:

As mais lidas

Brasil fantástico: confira 30 paisagens brasileiras espetaculares
Brasil fantástico: confira 30 paisagens brasileiras espetaculares

Das Cataratas do Iguaçu aos Lençóis Maranhenses, passando pelo Pantanal, selecionamos 30 paisagens das cinco regiões do país para contemplar e inspirar a viajar pelo Brasil

Conheça o Paraíso Perdido, complexo com 18 piscinas naturais em MG
Conheça o Paraíso Perdido, complexo com 18 piscinas naturais em MG

Local foi descoberto na década de 1960, e desde então, atrai ecoturistas por suas belezas naturais. São 18 piscinas, oito cachoeiras e inúmeras opções de passeios

Maragogi: confira os encantos do "Caribe Brasileiro"
Maragogi: confira os encantos do "Caribe Brasileiro"

O destino alagoano oferece piscinas naturais, praias de águas cristalinas, boa gastronomia e atividades para todos os tipos de viajantes

Comente!

comments powered by Disqus